Primitivo: Uma Uva, Diversos Vinhos

PRIMITIVO: UMA UVA, DIVERSOS VINHOS

Trata-se de uma preciosidade única, produzida na região de Puglia, localizada ao Sul do território italiano, no calcanhar da bota. Toda parte Sul da Itália é conhecida pela produção de excelentes exemplares de vinhos, que também é uma região conhecida por ser banhada pelo Mar Jônico e Mar Adriático, que oferece aos turistas, praias incríveis.

Os vinhos produzidos na região, por algum tempo, eram considerados de baixa qualidade, e feitos para consumo diário e rápido. Até que a casta fosse redescoberta e trabalhada, quando se percebeu que era possível a elaboração de bons vinhos.

Conta a história que no início 1950, a família Leo resolveu replantar 20 hectares de vinhedo, que já estavam na família há quatro gerações. A escolha foi feita por três castas específicas: Negroamaro, Primitivo e Malvasia Nero, escolhidas por terem uma excelente adaptação no terreno disponível. Até hoje a vinícola, que é conduzida pela quinta geração da família, investe em novas tecnologias, dando uma consistência maior a produção.

O nome Primitivo não é por acaso e está relacionado ao seu amadurecimento precoce (meados de agosto), diferentemente de outras uvas tintas. Este amadurecimento precoce dá a uva uma grande quantidade de açúcar residual, que resulta em um vinho com alto teor alcoólico. É também conhecida pela produção de vinhos robustos e ricos em taninos.

Sua história não é muito certa, porém há evidências da comercialização de vinhos desta casta por volta de 1400, apesar de seu surgimento constar somente a partir do século XVIII.

Em meados do século XIX, a uva foi levada para o Novo Mundo (mais especificamente EUA – Califórnia) por meio de imigrantes italianos, onde encontrou solo e clima se adaptando facilmente e dando início há uma grande produção. Por muito tempo, acreditou-se que a casta usada na Califórnia, era nativa da região por seu desempenho e produção. Através de estudos de DNA, foi confirmado ser a mesma casta Primitivo da Itália, que nos EUA ficou conhecida como Zinfandel. Portanto, nem toda uva Primitivo se torna um vinho Primitivo. Também nos estudos, descobriu-se que é originaria da Croácia.

Sua adaptação ao Novo Mundo foi tão expressiva, que hoje, 90% da produção mundial corresponde ao país norte-americano, sendo 11% deste total somente na Califórnia. Também é cultivada na África do Sul, México e Austrália. Devido seu amadurecimento precoce é considerada de cultivo difícil, por necessitar de uma atenção e cuidados maiores: se houver demora na colheita, a uva poderá ser afetada em suas principais características, como a acidez, o que interfere diretamente no produto final.

Mas o vinho produzido a partir da Primitivo tem características distintas e é capaz de produzir estilos de vinhos diferentes como brancos, roses e tintos.

Dentre as principais regiões produtoras deste vinho destacam-se: a Manduria, Lizzano e Sava, ao sul da Itália, que produzem vinhos muito conceituados na atualidade. Nesta região, a produção tem como padrão de seguimento e classificação DOC – Primitivo de Manduria, e crescem em diferentes tipos de solos. Porém, sempre produzidos na cidade de Manduria e seus arredores.

Já na Califórnia, seu auge foi durante a década de 1990, ultrapassando até mesmo a clássica Cabernet Sauvignon neste período. As uvas que crescem na região usufruem de um clima quente e seco, ideal para o cultivo.

A uva produz um vinho tinto muito sofisticado, encorpado, de coloração forte e frutado. Seus aromas e sabores carregam notas de frutas silvestres e pimentas e em geral são vinhos com dulçor residual médio e com um alto teor alcoólico (com exceções).

Uma versão de Primitivo bastante produzida e apreciada nos EUA é o White Zinfandel ou Blush, que é um vinho rose, ligeiramente doce e com coloração clara, ideal para consumo em dias quentes. Por serem extremamente equilibrados, os tintos elaborados a partir desta casta são excelentes para harmonizar com carne vermelha ou queijos amarelos. Já os brancos, são ideais para acompanhar pratos leves e a base de frutos do mar, além disso também são ótimos como aperitivo.