Decantar vinho: Entenda o que é e quando fazer.

Vectors by Vecteezy!

Decantar vinho: Entenda o que é e quando fazer.

O decanter pode ser feito em diversos materiais como cerâmica, cobre, entre outros, sendo o vidro, o mais utilizado, com a função de separar o líquido das partículas sólidas. O processo de decantação é amplamente utilizado, inclusive no mundo dos vinhos.

O que é decantar um vinho? Antigamente o vinho era mantido em grandes tonéis e os decanters eram muito usados para facilitar o serviço do vinho em taças. Além disso, o vinho não era filtrado, por tanto era necessário que fosse decantado, para que as partículas sólidas não atrapalhassem a degustação. Além da função direta de decantar a bebida, o decanter ajuda o vinho a “respirar”, fazendo com que seus aromas e sabores apareçam com maior clareza.

Hoje em dia a maioria dos vinhos já passa por filtragem antes de serem engarrafado e nestes casos, o decanter pode ser utilizado para “abrir” os aromas antes da degustação.

Assim temos duas utilidades, além do serviço, para o decanter: decantar o vinho e aerar; cada uma destas funções serve para um determinado estilo de vinho.

Aeração de vinhos:

Ideal para vinhos jovens, que ainda não tenham seus aromas tão prontos e evidentes. São comumente chamados de “fechados”, justamente por parecer não estarem prontos. Neste caso, 30 minutos são suficientes para que os aromas se abram e o vinho ganhe vida. Para uma boa aeração, com vinho que não possua sedimentos, vale inclusive rodar o liquido dentro do decanter, para que entre em contato com o oxigênio.

Exceder este tempo no decanter pode significar um principio de oxidação do vinho, além da perda da temperatura ideal para o serviço.

Vinhos delicados como os Pinot Noir, por exemplo, não necessitam de aeração, pois acabam por perder suas características. O mesmo serve para vinhos mais velhos, com maior tempo de amadurecimento em garrafa, pois já estão mais “prontos” para serem bebidos.

Decantação de vinhos:

Este processo pode ser usado para os vinhos mais velhos, alguns minutos antes da degustação, para que o oxigênio não interfira no amadurecimento, porém, os sedimentos (típicos de longo afinamento em barricas e na garrafa) fiquem no fundo do decanter, proporcionando um paladar mais limpo.

Qual decanter devo usar?

Hoje em dia são muitos os modelos disponíveis no mercado, mas uma coisa é unanimidade: o melhor é que seja de vidro ou cristal, para que possamos acompanhar o “crescimento” do vinho, principalmente quando o objetivo é a decantação. Quanto maior sua base, mais rápido o vinho decantará e quanto maior sua boca, maior será a oxigenação.

Como decantar vinhos: passo a passo

Como antes abordado, a decantação é o processo utilizado para separar os sedimentos formados pelo vinho. Para decanta-lo são recomendados os seguintes passos:

1- Depois de aberta a garrafa, com, o decanter inclinado, despeje o conteúdo de forma contínua, deixando que o liquido escorra pela parede do mesmo;

2- Caso haja excesso de sedimentos no funda da garrafa, faça de maneira que estes não passem para o decanter;

3- Se for um vinho jovem e seu objetivo for o de aerar, segure o decanter pelo gargalo e “rode” o conteúdo lentamente e deixe descansar por aproximadamente 30 minutos;

4- Se a intensão for a de decantar, apenas deixe o vinho descansar no decanter por período máximo de 30, apenas o tempo de as partículas sólidas descerem ao fundo do recipiente;

5- Após esse período, o vinho já terá respirado e estará pronto para ser servido. E boa degustação!

Agora que você sabe quando decantar um vinho e porquê, deixe seu comentário sobre nosso post.