Mito ou verdade: Vinho verde pode ser tinto, branco ou rose? Descubra!Mito ou verdade: vinho verde pode ser tinto, branco ou rose? Descubra!

Vinho Verde? Pode ser que algumas pessoas até estranhem o termo, mas sim, este vinho existe. Assim como todos os outros, ele também é derivado da uva e foi assim denominado pelo mercado português que o rotulou, sendo produzido apenas na região noroeste de Portugal. Sua denominação é de origem controlada teve inicio em 1908. São controlados e certificados pela CVRVV (Comissão de Viticultura da Região de Vinhos Verdes), e cada garrafa ostenta um selo de garantia.

Como todo vinho, é resultado de alguns fatores, como as características do solo e clima, a peculiaridade de suas castas autóctones (uvas nativas) e formas de cultivo das vinhas que são usadas na região. Tecnicamente, para produção do vinho verde e branco, precisa sempre estar dentro do DOC (Denominação de Origem Controlada). Somente com esta autenticação é permitido o plantio das espécies.

Geralmente as mais usadas são: Alvarinho, Arinto, Avesso, Azal, Batoca, Loureiro e Trajadura. Todas estas brancas. Entretanto, são permitidas o uso de algumas uvas tintas também no processo. Uma peculiaridade do vinho verde é o fato de que seu processo de maturação é mais curto que o dos demais.

Tido como um dos mais populares de Portugal, sua fama se deve principalmente a sua acidez acentuada, que traz uma sensação no paladar que os portugueses tradicionalmente referem-se como “agulha”. Seu teor alcoólico é moderado, é um vinho frutado e muito fácil de degustar, tanto como aperitivo ou acompanhando refeições leves.

TIPOS DE VINHO VERDE

Agora que você sabe que o vinho verde pode ser tinto, branco ou rosê, conheça abaixo os diferentes tipos de vinho verde e suas principais características:

Vinho Verde Branco

Estes vinhos apresentam cor citrina ou palha, com aroma único e caracterizado por ser rico, frutado e floral. Dependendo da uva de origem, deixa na boca a adorável sensação harmoniosa e intensa que evidenciam um grande frescor.

Vinho Verde Tinto

É um vinho de cor vermelha intensa, e que por vezes apresenta uma espuma rosada ou avermelhada. Seu aroma tem como destaque, a lembrança aos frutos silvestres. Ao paladar, são frescos e intensos, além de ter um grande apelo gastronômico, por conta de sua harmonização com pratos leves como peixes e frutos do mar.

Vinho Verde Rose

O vinho Rose ou Rosado, tem uma cor levemente rosada ou carregada. Seu aroma jovem e fresco traz a lembrança de frutos vermelhos e seu sabor é harmonioso, fresco e persistente.

 

OUTROS TIPOS DE VINHO VERDE

Além destes, existem também algumas outras versões de vinho verde. Confira abaixo!

Vinho Verde Espumante

Este produto mantém o perfil de prova do Vinho Verde, com a diferença que suas características, como a frescura aromática, são reforçadas e assim associadas a uma maior complexidade gustativa. A preferência para seu consumo está no Bruto Natural, por conta da concentração do açúcar residual ao Grande Reserva. Mediante ao tempo de estágio da garrafa, pode ser consumido jovem.

Vinho Verde Alvarinho

Originário de uma casta branca, natural de Portugal, é muito comum na região de Monção e Melgaço no Vale do Rio Minho. É a mais nobre das castas brancas e que produz um vinho de altíssima qualidade. Possui uma cor intensa de palha com reflexos em citrino, seu aroma é intenso, distinto e delicado. Sua personalidade e caráter são tão marcantes, quanto a terra que lhe dá origem. Jovem ou adulto é um vinho inesquecível que preserva seu caráter ao longo dos anos.

Então gostou do no nosso post “um vinho verde pode ser tinto, branco ou rose?” Deixe seu comentário.