4 Características de Vinhos que Envelhecem Bem

Determinar por quanto tempo um vinho irá durar não é uma ciência exata.

A maioria dos experts utilizam suas experiências passadas para determinar quais vinhos envelhecem melhor. Existem, entretanto, quatro características básicas que a maioria dos especialistas em vinhos concordam quando degustam um vinho para determinar como ele vai envelhecer.

Elas estão relacionadas a aspectos gerais dos rótulos e ajudam a determinar quais serão as características da garrafa com o passar dos anos.

Mantenha em mente que um vinho que precisa de 12 anos para envelhecer bem, provavelmente não será tão saboroso nos seus primeiros anos de vida.

Vamos conhecer agora as 4 características de vinhos que envelhecem bem? Acompanhe!

Acidez

A medida que um vinho envelhece ele perde sua acidez e fica mais plano.

Um vinho que começa com baixa acidez provavelmente não irá sustentar o seu sabor por um tempo muito longo, já que vinhos com maior acidez tendem a ser saborosos por mais tempo.

Basicamente, um vinho de alta acidez tem mais tempo para envelhecer e ressaltar os aspectos positivos do seu paladar.

Tanino

Tanino atua como um componente estrutural e vinhos tintos com taninos mais altos tendem a envelhecer melhor que vinhos tintos com taninos mais baixos.

Um vinho bem equilibrado (onde existe um equilíbrio entre o tanino de uva e o de madeira) irá, aos poucos, ficar mais macio ao longo do tempo, à medida que os taninos se decompõem.

Apesar do fato deles ajudarem vinhos a envelhecerem bem, se o vinho não é bem equilibrado no começo, ele não irá melhorar com o passar dos anos. Existem muitos vinhos brancos e tintos bem vividos que não precisam de tanino para envelhecerem bem.

Teor Alcoólico

Álcool é volátil em vinhos não fortificados e faz com que um vinho azede mais rápido. Geralmente, quanto mais baixo for o teor alcoólico do vinho não fortificado, mais tempo ele durará.

Existe, claro, exceções a essa regra. Porém, esse é o caso para muitos vinhos tintos e brancos secos. Quando estiver procurando por vinhos para envelhecer, tente achar garrafas com ABV - alcohol by volume, que representa a % de álcool para cada 100 ml de bebida- abaixo de 13,5%.

Apesar do fato que alto teor alcoólico estragar vinhos normais, vinhos fortificados são, talvez, os que mais vivem de todos os vinhos. Eles possuem  ABV entre 17% e 20%.

Açúcar Residual

Esse componente de vinho é frequentemente negligenciado dado a popularidade de envelhecer vinhos secos.

O açúcar residual é o açúcar que se mantém no vinho mesmo após o processo de fermentação.

Durante a fermentação, as leveduras transformam o açúcar em álcool, quando em contato com ele. Quando o teor alcóolico atinge um nível superior ao que as leveduras podem suportar, elas morrem!

Mas nem sempre todo o açúcar é convertido. Esse resíduo permanece com o vinho ao longo dos anos e é um dos fatores importantes para o envelhecimento do vinho.

A verdade é que os vinhos que vivem mais tempo tendem a ser vinhos doces como Do Porto, Xerez, Sauterne e Riesling, já que o açúcar residual mantém o paladar da garrafa.

 gráfico vinhos que envelhecem bem

Fonte: Wine Folley

Nem sempre vinhos envelhecidos serão os melhores vinhos que você vai experimentar. Mas para algumas garrafas, é indispensável deixar o vinho descansando por um tempo antes de consumi-lo.

Como você tem envelhecido os seus vinhos? Conte para a gente nos comentários!